terça-feira, 19 de abril de 2011

Mulher Ruim

Mulher Ruim Conrado E Aleksandro




Eu tava já, cansado assim, só de sofrer por seu mal
Só quer prazer, mulher ruim, fantoche sexual.
Não vou viver o bastante,
olhando da estante o mundo real.

Que mulher doida meteu o pé na minha costela,
pinga morro abaixo, largou na banguela
Eu me enrolando, virando perna pra cima
Só fui parar lá no posto de gasolina.
Imagina se explode, minha sogra não é mais chata
por que ela não pode.
Que fase eu tô passando gente,
é panela e prato dela que voa na frente!

Corre, negada que o trem ferveu,
ela achou a espingarda que o vovô me deu.
Parece uma maratona,
"A vizinha sai correndo com medo da dona"

Que mulher doida meteu o pé na minha costela,
pinga morro abaixo, largou na bangela
Eu me enrolando, virando perna pra cima
Só fui parar no posto de gasolina.
Imagina se explode, minha sogra não é mais chata
por que ela não pode.
Que fase eu tô passando gente,
é panela e prato dela que voa na frente!

Corre, negada que o trem ferveu,
ela achou a espingarda que o vovô me deu.
Parece uma maratona:
"A vizinha sai correndo com medo da dona"
Eu tava já, cansado assim, só de sofrer por seu mal
Só quer prazer, mulher ruim, fantoche sexual.
Não vou viver o bastante,
olhando da estante o mundo real

Testandoooooo essa budega